Mario Persona é Palestrante, Escritor e Consultor de comunicação, marketing e carreira.

Testemunhos | Clientes | Experiência | Livros | Crônicas | CONTATO PARA PALESTRAS

Palestrante Mario Persona: Gestão de marca

Escolher um nome para uma empresa é quase como procurar um nome para dar ao filho. Um casal que conheço demorou para dar nome a seu filho porque sempre que pensavam num nome se lembravam de alguém com aquele nome que não era recomendável. O mesmo acontece com uma marca. É preciso muita atenção antes de escolher um nome ou marca para sua empresa ou produto.



https://youtu.be/ditsf1qLYh4

Etica no Brasil da Lava-Jato - com Mario Persona

No Brasil da era Lava-Jato muitas empresas têm solicitado palestras com o tema Ética, na busca de conscientizar seus colaboradores da importância do tema e da gravidade das consequências da falta de uma conduta ética e socialmente correta.

Ética: Avaliação teórica e filosófica do comportamento, valores e condutas.
Moral: Padrão de comportamento aceito e praticado.
Valores: Conjunto de crenças e convicções dominantes e direcionadoras.
Código de Conduta: Conjunto de princípios considerados adequados.



https://youtu.be/8s_VazawsR0

Palestrante Mario Persona: Motivando para a Produtividade

O ser humano é motivado por vários estímulos, que foram estudados em detalhes por pesquisadores como Maslow e outros. Mas gosto de resumir os 3 principais motivadores: dinheiro, prazer e prestígio.



https://youtu.be/DuFImkRKcu4

Palestrante Mario Persona: Dicas para quem e' novo no emprego

A primeira coisa que você deve fazer ao assumir um novo cargo ou função é observar tudo e todos. Você deve por na cabeça que ninguém entende mais daquela função do que as pessoas que já trabalham ali, portanto é preciso humildade para começar, sentando-se no banco do aprendizado, sem querer impor ideias que mais tarde você poderá descobrir que são inviáveis naquele contexto. Isso irá prejudicar sua credibilidade no longo prazo.




https://youtu.be/2UrAPeRlTdk

Palestrante Mario Persona Trabalhar em casa - O home-office na prática

Quando comecei a trabalhar como consultor independente, ministrando palestras e treinamentos in company, minha primeira providência foi alugar um uma sala para ter um escritório nos moldes tradicionais. Mas logo percebi que tinha cometido um erro. Em minha atividade não é o cliente que vai até o consultor, mas o consultor que vai ao cliente. Depois de alguns meses pagando aluguel da sala sem aparecer por lá, decidi rescindir o contrato e assumir de vez o modelo home-office.



https://youtu.be/0UZgREL3IwQ

Palestrante Mario Persona fala de marketing para palestrantes, músicos e artistas

Palestrantes, músicos e artistas possuem algumas características que os diferenciam de outras empresas ou prestadores de serviços. São atividades muito diferentes de uma indústria ou comércio, pois trazem as características de uma prestadora de serviços, mas não de uma empresa prestadora de serviços, e sim de um ou mais profissionais. Seu planejamento se assemelha mais ao de um profissional liberal, por ser incapaz de multiplicar seu atendimento ao público, ao menos se não estivermos falando aqui daqueles que vivem da venda de gravações de áudio e vídeo. Mas para quem vive de apresentação pública, existe um limite para sua atividade.



https://youtu.be/Pz3ArfpZozY

Palestrante Mario Persona - SIPAT e proteção coletiva e individual na segurança no trabalho

Quando o assunto é segurança no trabalho, você pode fazer duas coisas: Usar EPCs ou EPIs ou ambos. EPC é "Equipamento de Proteção Coletiva" e EPI é "Equipamento de Proteção Individual". 

A empresa usa "Equipamentos de Proteção Coletiva" quando instala um abafador nas fontes de ruído, filtros nos emissores de gases e proteções nas partes móveis das máquinas que possam causar danos à vida e saúde do trabalhador. O trabalhador, por sua vez, usa "Equipamentos de Proteção Individual" quando os "Equipamentos de Proteção Coletiva" não conseguem anular todos os riscos. Proteger os processos de produção e o ambiente de trabalho deveria ser a primeira preocupação das empresas, e só depois determinar se os "Equipamentos de Proteção Individual" serão necessários ou não. 

Estive em uma indústria que eliminou o uso do capacete por ter eliminado todas as situações de risco que exigiam capacete. Faz sentido. Por que precisar andar de botas no quintal de sua casa se você pode eliminar as cobras? 

Por isso é sempre melhor eliminar ou reduzir o risco do que precisar aumentar a proteção. Isto porque o uso de equipamentos de proteção individual têm suas desvantagens. Eles podem criar uma falsa sensação de segurança e fazer com que o trabalhador eleve seu patamar de risco. 

Se você tem um carro velho com freio comum e pneus com meia vida, não vai arriscar andar em alta velocidade e deixar para frear em cima do caminhão à sua frente. Mas se tem um carro moderno e possante, com pneus novos e freios ABS, vai acabar confiando demais no equipamento e ficará sujeito a um risco igual ou maior do que viajando com o outro carro. Portanto lembre-se: não deixe de usar EPI quando necessário, mas também não deixe de procurar formas de eliminar os riscos para deixar sua atividade ou o ambiente de trabalho mais seguro.

Palestrante Mario Persona - Treinamento de vendas

Fui entrevistado pelo jornal O Estado de São Paul para matéria do caderno de Oportunidades sobre a importância do treinamento das equipes de vendas. A íntegra da entrevista você encontra aqui.



https://youtu.be/kaZiMa3ien4

Palestrante Mario Persona - Paixão de vender - Parte 1

Há dois tipos de vendedores: aquele que é apaixonado por vender e o que é apaixonado por aquilo que vende. O primeiro nem precisa ser vendedor, mas acaba vendendo, tamanha é sua paixão. É o caso, por exemplo, de um torcedor de um time de futebol. Para falar de seu time ele não mede esforços, dá o melhor de si e não teme a oposição ou o ridículo. Ele é um apaixonado e vive em um mundo à parte, acreditando que as pessoas seriam mais felizes se torcessem pelo mesmo time.



https://youtu.be/A7p7VZ_ien8

Palestrante Mario Persona - Vida, Carreira e Mercado

Eu diria que até os 40 estamos mais para champanhe, sob pressão, prontos para atingir as alturas com nossa rolha que às vezes precisa até ser mantida no lugar por aqueles araminhos. Então passamos a vinho, quando o que importa é o envelhecimento controlado, o aroma, a consistência e todas aquelas qualidades das coisas feitas para durar.



https://youtu.be/551YR_H2Z3Y

Postagens populares

Para baixar estes vídeos:

1. Encontre o endereço do vídeo no www.youtube.com/tvbarbante
2. Insira a palavra "kick" logo após o "www." tipo assim: www.kickyoutube.com/watch?v=Z8cPL0UIpzc
3. Na barra que aparecer no topo escolha o formato
5. Clique no botão GO à direita e escolha onde quer salvar